Até 2025: mais de 700 milhões de obesos no mundo

O número de brasileiros com algum grau de obesidade aumentou em cerca de 60% na última década

No Dia 11 de outubro é celebrado o Dia Nacional de Prevenção da Obesidade. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) ,  na última década, o número de brasileiros com algum grau de obesidade aumentou em cerca de 60% . Estima-se que até 2025 existam no mundo mais de 2,3 bilhões de adultos com sobrepeso; e mais de 700 milhões de obesos.

QUAIS OS RISCOS DA OBESIDADE ?

Se a pessoa tem maus hábitos alimentares, pratica o sedentarismo e vive estressada ou tem alterações hormonais , essa pessoa é uma candidata a desenvolver  diversas doenças como hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus tipo 2, distúrbios do colesterol ou triglicerídeos, doenças cardiovasculares, insuficiência cardíaca, apneia do sono e vários tipos de câncer.

SERÁ QUE SOU UMA PESSOA OBESA?

Para saber, basta dividir seu peso pela altura ao quadrado (peso ÷ altura x altura). Se o resultado for de 30 a 34,9, você apresenta Obesidade Grau I. Se o resultado for de 35 a 39,9, trata-se de Obesidade Grau II. Em caso de IMC igual ou maior do que 40, isso significa obesidade mórbida, que pode afetar a sua saúde física, emocional e psicológica.

COMO TRATAR A OBESIDADE ?

Movimente-se! Procure um endocrinologista e mude seu estilo de vida.  E saiba que não existe um segredo para isso. O grande desafio é conscientizar-se sobre a importância da mudança de hábitos e que mesmo com o 'corre corre' do dia , é preciso encontrar tempo para cuidar da saúde. 

DICAS PARA COMEÇAR A TER UMA VIDA SAUDÁVEL

Hábitos simples como trocar o elevador pelas escadas, estacionar o carro um pouco mais distante do destino para forçar uma caminhada ou até mesmo trocar o carro pela bicicleta ,  são algumas dicas que podem  te ajudar a diminuir as chances entrar na estatística da obesidade .

NO MEU CASO,   EXERCICIOS  E DIETA NÃO RESOLVEM. O QUE FAÇO?

Em alguns casos, só a alimentação e prática da atividade física  não resolvem o problema.  Muitas vezes é preciso do uso de medicamentos ou até mesmo a realização de cirurgia bariátrica. Este procedimento é recomendado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) para pessoas com IMC maior ou igual a 35 com pelo menos duas comorbidades ou igual ou superior a 40, ambos com mais de 5 anos de obesidade e pelo menos 2 anos de tratamento clínico sem sucesso.

Além disso, é importante que o paciente não tenha dúvidas sobre a técnica a ser utilizada, o que vai poder ingerir e o que a cirurgia irá mudar em sua vida, já que a falta de disciplina é um dos grandes motivos para o reganho de peso.