Reflexões sobre a obesidade

Existe uma série de equívocos sobre a obesidade mórbida que precisam ser derrubados. Um dos mais comuns erros que observo sobre o fato de se estar obeso é a ideia de que as pessoas que estão obesas são resultado da falta de autodisciplina, ou popularmente falando -- "falta de vergonha na cara", "sem força de vontade" ou até "fraqueza de caráter". E, apesar de ser quase uma lema do estilo de vida saudável, dieta e exercícios físicos sozinhos não são a fórmula mágica que o obeso mórbido precisa para perder peso. Na verdade, essa fórmula mágica para o emagrecimento não existe.

O que existe é muita complexidade nesse processo e não podemos ser simplistas. Vários estudos científicos realizados em diversas partes do mundo nos mostram que os genes de uma pessoa, assim como os distúrbios metabólicos também demonstraram ser fatores determinantes na causa de obesidade mórbida para muitas pessoas.

Além disso, o ambiente em que a pessoa vive, considerando questões econômicas, sociais e culturais, também pode ser um agravante, principalmente quando alimentos baratos e não saudáveis, especialmente os ultraprocessados, e conveniências da vida moderna que reduzem o gasto de energia estão amplamente disponíveis como uma opção mais fácil e viável.

Então, para uma pessoa que convive com muitos quilos a mais, doenças como diabetes, hipertensão, entre muitos outros problemas, e já viveu grande parte da sua vida tentando perder peso, esse processo pode ser cansativo, desanimador, frustrante. Infelizmente, o que vemos, na prática, é que, para pacientes obesos mórbidos, os métodos tradicionais como dieta, exercícios e mudança de comportamento podem ser ineficazes em longo prazo.

Para as pessoas com obesidade que experimentaram os métodos tradicionais e falharam, a cirurgia bariátrica, que promove perda de peso, pode ser uma opção eficaz. Isso porque os estudos evidenciam que a cirurgia bariátrica tem demonstrado proporcionar o maior período de perda de peso sustentada, em comparação a outros métodos.

Claro que esse tipo de cirurgia não é para todos e, ao contrário do que muitos pensam, não é uma cirurgia estética. Somente um centro bariátrico, que deve incluir uma equipe multidisciplinar, pode avaliar as circunstâncias individuais e realizar a indicação da cirurgia.

É preciso que não haja dúvidas. Mais uma vez, repito que não existe milagre, já que, além dos requisitos físicos, a cirurgia bariátrica ou redução de estômago requer comprometimento, mudança e uma nova rotina com hábitos saudáveis e ativos.